Geração Y, Z e internet estão mudando o varejo. Ameaça ou Oportunidade?

Acabou o tempo em que os varejistas conseguiam atender as demandas dos consumidores preocupando-se somente com a reposição do estoque e mix de produtos.

A popularização da internet, aliada às novas gerações (Y e Z), reinventou o modo de fazer compras. O que resulta, entre tantos fatores, na consequente renovação do setor varejista.

Comportamento das novas gerações de consumidores aliado a internet

A geração X é formada por pessoas nascidas entre 1960 e 1980. Esses consumidores são mais propensos a priorizar a qualidade dos produtos e serviços para fazer negócios. Além de confiar mais nos meios tradicionais de compra e de mídias.

A geração Y, por sua vez, é constituída por pessoas que nasceram entre 1981 e 1999. A principal característica desses consumidores é a procura por praticidade, através de produtos e serviços ágeis, interativos e descomplicados. Por se tratar de uma geração que tem a internet acessível, busca por informação fácil e imediata, além de novas experiências interativas.

O imediatismo se faz presente na geração Y devido a percepção da mesma em relação a variedade de opções em produtos e serviços disponíveis na internet. Esses consumidores também se preocupam com a sustentabilidade e são mais propensos a confiar na avaliação de desconhecidos no momento da compra.

  Geração X Geração Y Geração Z
Nascimento 1960 a 1980 1981 a 1999 A partir de 2000

A geração Z recebe destaque, pois se trata dos novos consumidores (nascidos a partir do ano 2000), que estão sendo mais estudados do que nunca, devido a influência que geram desde já para o mercado. Esse grupo de consumidores apresenta tendências de comportamento e tem suas preferências, que incluem a preocupação com a sustentabilidade e o não pagamento de produtos e serviços que podem ser encontrados gratuitamente na internet.

Até mesmo aqueles que ainda não realizam compras, influenciam diretamente os pais e familiares, através de pesquisas sobre o produto ou serviço na internet. Enquanto os que estão ativos no mercado, preferem produtos relacionados à moda e tecnologia. Na segunda, os smartphones ganham destaque.

Expansão do e-commerce brasileiro

O e-commerce brasileiro está em crescente expansão e possui ótimas projeções para os próximos anos. Em 2017, o crescimento esperado é de 12% em relação ao ano anterior. O que significa um faturamento estimado de R$ 59,9 bilhões e mais de 200 milhões de pedidos online.

Além disso, o Brasil ocupa uma posição de destaque a nível mundial, com aproximadamente 75% das lojas virtuais no mercado da América Latina.

Os dados informados são embasados no levantamento “Tendências do E-Commerce Brasileiro 2017”, que foi elaborado utilizando informações de 750 mil lojas online da América Latina.

Sua loja precisa de um e-commerce? É bom avaliar com muito cuidado, pois são poucos que lucram neste mercado. Antes de entrar, estude e monte um plano de negócio.

Uma opção anterior ao e-commerce pode ser estratégias para se diferenciar sua loja física dos varejistas eletrônicos, como: foco em um nicho de mercado, qualidade no atendimento, serviços relacionados e personalização.

A tecnologia que está mudando as vendas em lojas físicas e online: M-Commerce

A medida em que o e-commerce continua expandindo, as tecnologias relacionadas a ele acompanham esse crescimento.

O m-commerce (comércio virtual realizado em dispositivos móveis) em especial, se destaca pela grande aceitação do mercado. Uma vez que já representa 23% de todas as transações do comércio virtual no Brasil. O número é bastante elevado se compararmos a 2011, onde ele estava em torno de 0,3%.

Quando se trata de dispositivos móveis, os brasileiros dominam as estatísticas. De acordo com o Portal Pag Brasil, o país ocupa atualmente a 5ª posição no ranking mundial em número de usuários de smartphones. O esperado é que tal expansão seja cada vez maior, à medida em que as tecnologias 3G e 4G apresentem melhorias.

Sua loja física pode usufruir dos benefícios do m-commerce sem vender online em uma loja. Estar presente nas buscas do Google é fundamental, e para isto é necessário entender um pouco e investir em marketing digital. Além disso, trabalhar as redes sociais com sua base de clientes já vai gerar negócios, e manter a competitividade do seu comércio.

Você consegue perceber algumas dessas mudanças nos consumidores da sua loja? Conte com a iWert para ajudar na gestão da sua loja e a superar os desafios que surgem com as novas gerações de consumidores.