NFC-e: O que é e como implantar na sua loja sem erros

NFC-e o que é e como usar

Reduzir os custos e agilizar processos burocráticos são demandas que o empresário procura diariamente. Só que na prática não é tão simples. Por isso são bem-vindas mudanças que contribuem para tornar as tarefas menos desgastantes e onerosas para lojas e comércio em geral.

É o caso da NFC-e, ou Nota Fiscal de Consumidor eletrônica, que é obrigatória para os varejistas e que surgiu como uma alternativa eletrônica aos atuais documentos fiscais impressos.

Confira um resumo sobre a NFC-e.

iwert sistema de gestão de lojas

iwert sistema de gestão de lojas

O que é a NFC-e?

A Nota Fiscal de Consumidor eletrônica vale para todo o Brasil e substitui as emissões de papéis por documentos eletrônicos com validade jurídica. Ou seja, em qualquer compra no varejo ela funciona como uma nota fiscal.

O que a NFC-e traz de vantagem?

Além do fato de ser digital – não precisa imprimir -, ela é totalmente integrada com sistemas e dispositivos. Assim, tanto compradores como vendedores podem acessar mais facilmente a nota pelo computador ou celular, e não é mais preciso guardar o papel para comprovar a compra ou solicitar qualquer tipo de demanda.

Esse processo digital torna mais ágeis as transações e reduz os custos das lojas, pois com ele não é preciso comprar qualquer tipo de equipamento ou software, nem necessitar de suporte técnico.

A NFC-e, adotada por praticamente todo o país, exceto São Paulo e Santa Catarina, veio para substituir a necessidade da ECF (Emissor de Cupom Fiscal), que dependia de impressoras homologadas pelo governo e eram mais caras. A cada venda as informações são transmitidas para a Secretaria da Fazenda e esses dados podem ser consultados depois” explica Antonio Marcos Mussi, CEO da empresa iWert, que desenvolve o Software para Gestão de Lojas Maestro ERP.

Segundo Mussi, o “objetivo da NFC-e é extinguir o cupom fiscal, dar mais segurança e agilidade para o Fisco e também para o comerciante”.

Como o logista deve se adequar à NFC-e sem riscos?

O processo de transição deve ser gradual e com segurança. É muito importante ter um sistema de gestão com aderência às normas do NFC-e. Sem um software robusto que preveja essa obrigatoriedade, a chance de falhas e problemas será grande.

Por isso a iWert já vinha se adequando à NFC-e meses antes da obrigatoriedade. O Maestro ERP está em dia com essas novas exigências. Foi um grande investimento financeiro e em pessoal”.

Antonio Marcos Mussi CEO da empresa iWert

Tem dúvidas sobre a NFC-e (Nota Fiscal de Consumidor eletrônica)? Fale com a iWert e veja como o Maestro ERP pode lhe ajudar.